Canal de cribeirolopes

Loading...

sexta-feira, 1 de maio de 2015

Paulo Morais


Mensagem do Dr. Paulo Morais sobre o 25 de Abril.

"Mudam-se os tempos, mudam as vontades" disse Luís Vaz de Camões. Mal imaginava ele que agora, desde há umas décadas a esta parte tomamos o hábito de mudar de corruptos de quatro em quatro anos. É caso para dizer "Mudam os corruptos "muda" a ética. Se o General LOUREIRO DOS SANTOS, diz que não vota e que a culpa é dos cidadãos que vão lá descarregar o votinho... então porque será que os militares não agiram ou agem e derrubam este sistema-governo?Porque o General e os militares não são bandidos. Eles sabem respeitar a Constituição. Os militares só estarão legitimados a agir na defesa da Soberania Nacional-Vontade popular "que tem a expressão máxima nas legislativas" se mais de 50% dos eleitores não votarem. Mas, se mais de 50% dos eleitores votam, não só legitimam este modelo de organização política como o Passos Coelho a Governar. Os militares têm o dever de defender a soberania nacional que se manifesta por VONTADE POPULAR em qualquer democracia digna desse nome.Os militares quando fazem JURAMENTO DE BANDEIRA juram defender Portugal e a Constituição até com a vida, pelo que é essa a causa da sua existencia, defenderem a Vontade-Soberania Nacional e a Constituição. Se a maioria dos cidadãos votou nenhum militar, incluso o general, está legitimado a atentar contra a vontade dos cidadãos "CONSTITUIÇÃO" que votaram em maioria, pelo que nestas condições, o derrube do actual sistema-governo seria um golpe de estado e não uma acção na defesa da CRP e da Vontade Popular. Se o fizessem seria um GOLPE de ESTADO, no entanto SE AGIREM ao lado dos cidadãos após uma abstenção nas legislativas superior a 50% a acção militar não será um golpe de estado e sim o cumprir e fazer cumprir a CONSTITUIÇÃO, nomeadamente A VONTADE POPULAR visto que conforme a Lei Mãe "CRP" a vontade popular é SOBERANA e é nela que RESIDE a Soberania Nacional.É nos cidadão "POVO" que se MANIFESTA a vontade popular e é nesta VONTADE que RESIDE a SOBERANIA NACIONAL, somos nós que manifestamos a soberania deste sistema político ao votarmos em MAIORIA. Mas, se a maioria não votar não pode tomar posse, nem o GOVERNO, nem os DEPUTADOS candidatos ou qualquer outros, pelo que estão reunidas as condições para deter, acusar, julgar e condenar aqueles que passaram os últimos 40 anos a DESVIAR e se preparam para passar mais quatro a ROUBAR.NO ENTANTO, os militares só sairão à rua se os cidadãos o fizerem na frente e isto porque a nossa Constituição, em caso de crise política extrema delega no Presidente da Republica a responsabilidade de gerir a mesma se OS CIDADÃO se abstiverem de o fazer "tomar o poder".Para isso, BASTA que mais 50% não vote e saiamos à rua a fim de tomar o poder de quem o tem sequestrado com mentiras e falsidades E que sejamos capazes de reunir uns milhares em Lisboa determinados a acabar com esta roubalheira que os MILITARES estarão ao nosso lado.Por isso, urge nesta hora fazermos campanha pela abstenção junto da família, dos amigos e no trabalho. Havemos de conseguir libertar-nos da servidão a que os nossos governantes nos condenaram. O poder não cairá na RUA como alguns alvitram, será nomeado um GOVERNO de transição que terá um caderno de encargos de vontade popular até se procederem a eleições para uma ASSEMBLEIA CONSTITUINTE DE PARTICIPAÇÃO CIDADÃ encarregue de fazer uma Nova Constituição de democracia participativa e de participação popular.Urge implementar uma democracia participativa em que o referendo local, regional e nacional seja a principal ferramenta de decisão. Que o crime de corrupção e outros de rouba pão sejam crimes constitucionais e imprescritíveis à semelhança dos crimes contra a humanidade, que os seus autores sejam espoliados de bens e declarados contumazes.No dia das legislativas não votes, sai à rua a exigir a queda deste modelo de organização política e a condenação dos GATUNOS DE PORTUGAL..Não votamos até conquistarmos o direito a votar na tomada de decisões, a isso chamamos democracia participativa. Não elegemos nem legitimamos corruptos a roubar Portugal.LEGISLATIVAS 2015 Mudar de regime, deter os corruptos e salvar Portugal. Operação deter os ladrões e recuperar os milhões. No dia das legislativas não votes, sai à rua e exige a queda deste modelo de organização política e a condenação dos GATUNOS DE PORTUGAL. Vem para Lisboa, vamos acampar em frente da Assembleia da Republica até os derrubarmos, traz a tua mochila, o teu farnel e o teu cocktail e um amigo também para que a força não te falte "MATA A TUA SEDE", prende os gatunos. Nós não votamos até conquistarmos o direito a votar na tomada de decisões, a isso chamamos democracia participativa.INFORMA-TE AQUI: nesta hiperligação podes aceder a vídeos e outras ligações que te mostram que com uma abstenção massiva nas legislativas estarão reunidas condições para determos, acusarmos, julgarmos e condenarmos os gatunos de Portugal.https://www.facebook.com/queselixevotar.queselixevotar/photos/pb.262942783909903.-2207520000.1421082615./325864607617720/?type=3&theater

Posted by Desobediência Civil Eleitoral Queselixevotar on Terça-feira, 28 de Abril de 2015

Sem comentários:

Enviar um comentário